Vogue nº 100

sexta-feira, janeiro 21, 2011


Muitas cantigas de escárnio e maldizer tenho eu ouvido em relação a esta edição da Vogue.
Compro a Vogue todos os meses, vendo-a mesmo como um bom guia de moda e do que melhor se faz por cá e por lá.
Embora as sugestões de compras estejam sempre acima do que eu, comum mortal, posso comprar, consigo sempre inspirar me nas grandes griffes e acabar por arranjar peças identicas em lojas à medida do meu bolso.
Ainda não tinha comprado este número, pois a de Janeiro ainda andava na carteira há umas semanas para ler...
E confesso que, à medida que fui lendo textos, comentários, opiniões sobre este número pela blogosfera fora me deu ainda mais vontade de ir a correr compra-la... Pois é bem verdade o que dizem, não há melhor publicidade que dizer mal de alguma coisa, falem bem, ou falem mal, o que importa é que se fale!
E isto funciona para tudo na vida...
Em primeiro lugar, as criticas começaram por causa das ofertas da revista.
Para comemorar os 100 números a Vogue aliou-se à marca Estée Lauder para presentear as suas leitoras com um produto de maquilhagem por apenas 1€!!
Ora então havia para oferecer batons, glosses e sombras.
E eis que está instalada a confusão....
Em Lisboa queriam sombras, só havia batons, no Norte queriam batons só havia sombras.
Como tal, e quando não se procura saber das coisas e simplesmente criticar eis que começam a chover artigos e posts sobre como a edição estava terrivel, da capa aos conteudos, que a distribuição dos brindes foi mal feita bla bla bla.
O meu interesse começou a despertar cada vez mais e ontem lá fui eu comprar a Vogue.
Qual o meu espanto quando entro na papelaria (no Porto, mais precisamente em Rio tinto) e vejo revistas com sombras e glosses de todas as cores e a senhora a dizer que também tinha recebido os batons mas que se venderam logo todos porque houve uma procura muito grande.
Como não sou muito de usar sombras e por outro lado adoro glosses lá vim eu toda contente com o meu gloss Estée Lauder por apenas 1€!


Chegando a casa, desfolhei a revista, notei o design novo e passei os olhos por alguns conteudos (só hoje é que me vou dedicar à leitura na integra), mas o pouco que vi deu-me para perceber diversas coisas, entre as quais:
  • Quem não soube aproveitar esta oferta da Vogue não sabe o que perdeu, pois não estamos a falar de maquilhagem de 2ª categoria e temos sempre de pensar que fosse sombra, gloss ou batom por 1€ não o conseguimos em lado nenhum e esta foi sem dúvida uma iniciativa de louvar por parte da revista;
  • Que as criticas que incidiram sobre os 3 bloggers que aparecem no editorial final da revista, nomeadamente a Pipoca, o Alfaiate e a Carmo, não têm fundamento algum, pois se eles lá estão é porque têm valor para tal.
    Sobre a Carmo não me pronuncio pois não conheço o blog dela, mas o do Alfaite é excelente, embora seja muito ao estilo do The Sartorialist, versão portuguesa, o que não deixa de ter mérito por isso; e o da Pipoca embora não seja um blog de moda temos que convir que esta senhora já é blogger há 7 anos! E há que ter algum reconhecimento por isso, pois muitas vezes até eu me pergunto até quando vou levar este blog? Será que daqui a 5 anos ainda terei estofo e vontade para isto?
  • Sem dúvida alguma que o 25 de Abril de 1974 foi uma lufada de ar fresco no que diz respeito à liberdade de expressão.
    Nunca se esqueçam é que criticar é muito fácil, dificil é fazer melhor!
Parabéns Vogue!


X.0.X.0.
Sil♥

You Might Also Like

7 comentários

  1. Olá!
    Olha eu não comprei a Vogue mas acho que ainda vou comprar.
    Não é a minha Vogue favorita,mas é portuguesa,tal como eu.Portanto gosto e apoio.
    Quanto aos três blogs,o que eu menos entendo é o da Miss Carmo,ao início segui-a mas depois deixei de visitar porque ela não actualiza quase nunca, sequer.Existem outros blogs muito mais enérgicos a meu vêr.
    Mas concordo em grande parte com o que dizes.
    Que maravilha de gloss tu conseguiste!!
    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. Hello Amiga :)
    Concordo com o que escreves, e acho que não deviamos de criticar as ofertas que nos deram sejam sombras, gloss ou batons são EL por 1€!!!

    Claro que tenho uma sombra por 1€ e um gloss por 4.50€ lol do you remember ;P e 2 vogues LOOL
    Qq um dos brindes era bom para mim, daria uso aos 3 ;)

    Quanto à polémica dos bloggers, se eles lá estão por alguma razão será não!?!
    Consigo compreender a questão da Ariana, o pq da Carmo lá estar? Sim realmente não é um blog que seja actualizado com frequência, qnd lá passo tem brindes e temas interessantes mas por vezes sabe muito a pouco, acho um blog interessante mas na realidade acho que há muitos outros que nos dão mais de moda, aí compreendo o ponto de vista da Ariana.

    Se queremos que em Portugal as fashion bloggers sejam mais reconhecidas, como o são internacionalmente, não devemos lutar umas contra as outras mas sim agirmos todas juntas, não há Norte nem Sul há Portugal.

    Não percam tempo nem energia a dizer mal dos outros, mas sim a tentar mostrar o vosso melhor.

    xoxo

    bisu ♥

    ResponderEliminar
  3. Hello! Andei sim, eu também me lembro da tua cara, já estou a seguir aqui. Eu também escrevi um post em defesa da vogue depois de falar om o dep de mkt deles. Não se deve criticar sem saber primeiro do que se fala. Beijinho!

    R,

    http://bikinipequeninoasbolinhasamarelas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. QUE GRANDE TEXTO!!! AMEI!!! baaaaaaaaaaaahhhh amei..lindo! Tiraste-me as palavras da boca!

    ResponderEliminar
  5. Concordo :)

    Lê a minha opinião:
    http://just-myself-today.blogspot.com/2011/01/vogue-edicao-100-parte-2.html

    :D

    ResponderEliminar
  6. Qual foi a papelaria de rio tinto?ainda ando à procura dum batonzinho...
    Se souberes apita: squirl@sapo.pt
    Bjs!
    Verónica

    ResponderEliminar
  7. Acabei de comprar a minha, mas desconhecia isso dos produtos e agora?! :/ Fogo.

    Querida excelente post diria quase, artigo! :D

    Parabéns á Vogue pela 100ª Capa editada.

    Beijinhos *

    ResponderEliminar

Like us on Facebook

Flickr Images